A Medral executou para a CPFL Piratininga – Companhia Piratininga de Força e Luz, seis programas ambientais voltados à obtenção de Licenças Ambientais para a instalação da Linha de Transmissão (LT) de 138 kV no Sistema Produtor São Lourenço da Serra.

O Sistema São Lourenço está sendo construído pela Sabesp e por um consórcio privado e, quando estiver pronto, levará água a 2 milhões de moradores da região Oeste da Grande São Paulo. Ele poderá bombear até 6,4 mil litros de água por segundo da represa Cachoeira do França, em Ibiúna, até a Estação de Tratamento de Água de Vargem Grande Paulista. É uma das maiores obras de saneamento em andamento no país.

A LT que garante o fornecimento de energia para a operação desse sistema tem 41 quilômetros de extensão. A Medral propôs e implementou as iniciativas necessárias para garantir o menor impacto ambiental em seu percurso. A instalação foi licenciada pelo órgão ambiental, construída e, no momento, está em fase de obtenção de licença de operação. A seguir, você conhece os programas realizados.

  1. Gestão ambiental

A Medral desenvolveu o Plano de Gestão Ambiental, que integra as ações para prevenir, mitigar, monitorar, potencializar e compensar os potenciais impactos previamente identificados. Respondeu, também, pelo acompanhamento, controle e avaliação dos aspectos ambientais envolvidos na instalação da LT.

  1. Educação ambiental

Durante as obras, a Medral realizou o programa de educação ambiental em escolas da rede pública de Embu-Guaçu, São Lourenço e Juquitiba. Foram abrangidos 82 alunos com 10 a 15 anos de idade de quatro instituições de ensino local. Por meio de recursos como fotografias, vídeos, livros, guias e sementes coletadas na região, os estudantes aprenderam mais sobre a floresta e fauna local e, também, como evitar acidentes com animais que podem ser encontrados na fase de implantação de empreendimentos deste tipo.

  1. Comunicação social

Uma etapa fundamental em todo o processo de instalação da LT foi o diálogo com a população que vive no entorno do empreendimento. Nesse sentido, a Medral cuidou da comunicação nas diferentes etapas da obra, favorecendo a segurança e uma boa relação entre os envolvidos – empreendedor, prestadores de serviços e a comunidade.

      4. Resgate de Germoplasma:

A Medral executou o programa de resgate de germoplasma, que envolve a coleta e o transplante de espécies vegetais típicas da região, raras ou ameaçadas de extinção. Nos locais onde foram instaladas as torres de transmissão, foram coletadas amostras vegetais antes, durante e após a supressão arbórea. Foram resgatadas, por exemplo, orquídeas (foto) e sementes, garantindo a sobrevivência das espécies.

  1. Monitoramento da fauna